Proteja seus olhos dos raios solares

Em:  
Fique de Olho
19
de
December
de
2018
Escrito por

A radiação UV, presente nos raios solares, causa danos aos olhos. Entenda como essa radiação agride seus olhos e descubra como se proteger dela!

A preocupação em proteger a pele dos raios UV, proveniente da radiação do sol, é constante. Mas, os raios UV não fazem mal apenas a nossa pela, eles são muito prejudiciais aos nossos olhos, podendo favorecer o surgimento de doenças oculares como degeneração macular, catarata, pterígio e lesões cancerígenas de pele na pálpebra.

O que são os raios UV

Os raios ultravioleta (UV) são um tipo de radiação emitida pelo sol, que não podem ser vista pelos nossos olhos, pois seu comprimento de onda menor que o comprimento de onda da luz visível. Eles podem ser classificados de diversas formas, entre elas, em relação aos efeitos a saúde humana e meio ambiente, onde são divididos em UV-A, UV-B e UV-C. . Este último é totalmente filtrado pela camada de ozônio, porém, os dois primeiros atingem a atmosfera e são responsáveis por danos na nossa pele e olhos.

Raios UV-A

Os raios UV-A constituem a maior parte dos raios que chegam a superfície da Terra. Conhecido como luz negra ou onda longa, eles podem provocar danos a saúde. Seu comprimento de onda de 400 até 320nm.

Raios UV-B

Os raios UV-B são parcialmente absorvidos pela camada de ozônio, apenas uma pequena parcela chega à superfície Terra. Chamados, também, de raios ultravioleta de onda média, ele é o grande responsável pelos danos à pele e aos olhos. Seu comprimento de onda é de 320 até 280nm.

Raios UV-C

Os raios UV-C são os mais perigosos, mas são totalmente absorvidos pelo oxigênio e ozônio da Terra. Conhecidos como raios UV curta ou “germicida”, são utilizados por meio de fontes artificiais para esterilizar instrumentos cirúrgicos e a água. Seu comprimento de onda varia de 280 até 100nm.

O mal que os raios UV fazem para a visão

A longo prazo, a exposição prolongada aos raios UV, sem a devida proteção para os olhos, favorece o surgimento de problemas oculares como Catarata, Pterígio, Degeneração macular e lesões cancerígenas de pele na pálpebra.

Degeneração macular relacionada a idade

A degeneração macular relacionada a idade (DMRI) pode não apresentar sintomas e ser detectada apenas por exames ou, pode gerar diminuição da visão, mancha no centro da visão e visão distorcida. Essa doença possui diferentes causas, uma delas é a exposição excessiva aos raios UV, sem a devida proteção para os olhos.

Catarata

A catarata torna a visão turva e se manifesta com maior frequência e de forma mais precoce em pessoas que se expõe, sem proteção, de forma regular aos raios UV. 

Pterígio

O pterígio gera ardência e sensação de areia nos olhos. Sua causa ainda é desconhecida, há evidencias que o pterígio seja causado pela exposição excessiva aos raios UV, uma vez em que as pessoas que vivem em regiões tropicais têm maior propensão a desenvolver essa doença.

Câncer na pálpebra

A pálpebra, assim como outras partes do corpo, quando exposta aos raios UV, esta sujeita a desenvolver quadro de melanona.

Quem se cuida, usa óculos escuro!

Os óculos escuros podem ser uma tendência de moda, Figura 1, mas sua função mais importante é proteger mecanicamente nossos olhos contra os raios UV-A e UV-B. Em dias de sol mais intenso ou atividades ao ar livre, onde a exposição aos raios solares é maior, recomenda-se usar bonés e chapéus para auxiliar na proteção. Em dias nublados e com pouca iluminação os óculos também devem ser usados, pois o sol não dá trégua, até nestes dias os olhos estão expostos a radiação.

Óculos escuros são muito mais que acessório de moda eles protegem os seus olhos.
Figura 1. Óculos escuros são muito mais que acessório de moda eles protegem os seus olhos. (Fonte: Unsplash)

Para que os óculos escuros exerçam sua função corretamente é importante adquirir um óculos de boa qualidade ótica e com proteção UV, pois se as lentes são forem feitas de um material de qualidade os óculos podem provocar tontura e não proteger os olhos.

Usar um óculos de má qualidade, falsificado ou de camelô, pode ser pior do que não usar nenhum. Eles não possuem a proteção anti-UV necessária e também não tem qualidade ótica, podendo gerar diversos problemas oculares.

alerta o médico oftalmologista Dr. Marcelo Meni.

Lembre-se!

O cuidado com a saúde dos olhos deve ser algo diário, fique atento a qualquer mudança na sua visão e não deixe de visitar seu médico oftalmologista ao menos uma vez por ano.

Recomendado para você