10 dúvidas mais comuns sobre Ceratocone

Meibal Junqueira
Em:  
Fique de Olho
10
de
June
de
2019
Escrito por
Meibal Junqueira

O ceratocone é uma doença degenerativa que requer acompanhamento de um oftalmologista. Esclareça todas as suas dúvidas sobre a doença. Informe-se!

Você já ouviu falar sobre ceratocone? Você sabia que esfregar ou coçar os olhos prejudica a visão, mas que a desinformação pode ser mais prejudicial ainda. Informe-se sobre a doença, esclareça sobre as dúvidas mais frequentes e não deixe de conversar com o seu médico oftalmologista sobre o Ceratocone.

1- O que é ceratocone?

O ceratocone é uma doença ocular degenerativa que atinge a córnea (parte transparente do olho que recobre a íris), que fica com curvatura irregular e espessura fina. Ela é uma doença hereditária e progressiva, ou seja, piora com o tempo se não for tratada adequadamente, e ocorre principalmente entre os jovens.

2- O ceratocone pode levar a cegueira?

O Ceratocone avança de forma progressiva e, seu avanço é acompanhando pela perda progressiva da visão, que se torna cada vez mais embaçada e distorcida.

Ninguém perde a visão se o ceratocone for tratado. Quando mais precocemente o diagnóstico for feito, maiores as chances de retardar a evolução da doença e preservar a acuidade visual.

Esclarece a médica oftalmologista Dra. Meibal Junqueira.

3- Como sei se tenho ceratocone?

Apenas o médico oftalmologista, através de exame clinico, anamnese e exames complementares, pode diagnosticar e definir o estágio do ceratocone.

Os exames complementares mais comuns para diagnóstico e acompanhamento da doença são:  Ceratometria, Topografia computadorizada da córnea, Paquimetria, Biomicroscopia da córnea, entre outros.

4- Coçar os olhos pode dar Ceratocone?

A causa do ceratocone ainda é desconhecida, mas coçar e apertar os olhos é um dos fatores que contribuem para o surgimento e avanço da doença.

5- Quais as causas do ceratocone?

Ainda não se conhece a causa exata do Ceratocone, mas sabe-se que ele está relacionado a fatores genéticos, ou seja, se alguém em sua família possui ceratocone você tem uma maior probabilidade de ter a doença.

6- É possível prevenir o ceratocone?

Não existe prevenção para o ceratocone, mas manter as consultas oftalmológicas em dia e alterar alguns hábitos são atitudes fundamentais para quem tem predisposição à doença.

Não coce os olhos! Tente usar colírios lubrificantes, aplicar compressas frias ou geladas, lavar as pálpebras e os cílios com shampoo de Ph neutro e soro fisiológico para diminuir a vontade de coçar os olhos.

7- Quais os sintomas do ceratocone?

O ceratocone é caracterizado pela perda progressiva de visão, que se torna borrada e distorcida e, o aumento progressivo dos graus de refração (miopia e astigmatismo). Além disto, o paciente pode apresentar fotofobia (sensibilidade a luz), comprometimento da visão noturna, diplopia (visão dupla), poliplopia (formação de múltiplas imagens de um mesmo objeto) e visão de halos ao redor de fontes de luz.

8- Com qual idade o ceratocone se manifesta?

O ceratocone se manifesta na juventude, entre 10 e 25 anos, e pode progredir até os 40 anos ou estabilizar-se com o tempo.

9- Quais os tratamentos mais comuns para o ceratocone?

O tratamento para o ceratocone depende do estágio da doença:

  • Primeira fase: o uso de óculos ou lentes de contato gelatinosas garantem uma boa visão ao paciente, que apresenta uma pequena deformidade na córnea.
  • Segunda fase: os óculos passam a não apresentar efetividade na correção visual e o uso de lentes de contato rígidas passa a ser necessário.
  • Terceira fase: Os tratamentos baseados nas correções refrativas (óculos e lentes de contato) passam a não ser mais eficientes e tratamentos invasivos como Crosslinking, Anel de Ferrara passam a ser necessários.
  • Quarta fase: quando a curvatura do olho está bastante acentuada e a espessura da córnea apresenta-se bem fina, os pacientes passam a não responder bem aos tratamentos citados anteriormente e o transplante de córnea passa a ser indicado.

10- O que existe de mais moderno para tratamento do ceratocone?

Nas últimas décadas os tratamentos para ceratocone tiveram um grande avanço, possibilitando controlar a progressão da doença e restabelecer a visão dos pacientes. O Crosslink é um desses tratamentos que ganharam destaque nos últimos anos. Ele é um procedimento rápido, que não necessita de internação e, é capaz de aumentar a rigidez da córnea dificultando a progressão de sua deformação.

SAIBA MAIS sobre Ceratocone na matérias escrita pela Oftalmologista Dra. Meibal Junqueira.

Lembre-se!

O cuidado com a saúde dos olhos deve ser algo diário, fique atento a qualquer mudança na sua visão e não deixe de visitar seu médico oftalmologista ao menos uma vez por ano.

Nos ajude a promover a saúde ocular, compartilhe nossa matérias nas redes sociais. A saúde de nossos olhos agradece!

Meibal Junqueira

Exames e Consultas Oftalmológicas. Tratamentos e Cirurgias para Doenças Oculares. Oftalmologista em Araranguá. Lentes de contato, Cirurgia Refrativa, Córnea e Superfície Ocular.

Recomendado para você