A visão das crianças

José Ricardo Dias
Em:  
Fique de Olho
10
de
October
de
2018
Escrito por
José Ricardo Dias

Dúvidas sobre a saúde ocular das crianças são muito comuns entre os pais. Qual o pai nunca se perguntou se seu filho precisa de óculos? Se ele enxerga bem? Quando levá-lo a primeira vez ao oftalmologista? Tire agora todas as suas dúvidas!

As crianças não nascem com a visão totalmente desenvolvida. Os recém-nascidos não são capaz de identificar todas as cores e o máximo que ele vêem são vultos.

A visão da criança é desenvolvida, de forma progressiva, até seus 7 anos de idade. Acompanhar esse desenvolvimento, de forma periódica, com um médico oftalmologista é fundamental para detectar e tratar precocemente doenças oculares, evitando que elas se torne um problema irreversível na vida adulta.

A prevenção é muito importante, ela é a melhor forma de proteger a visão das crianças. Apenas uma avaliação oftalmológica criteriosa pode detectar precocemente problemas oculares, que se não tratados podem ser carregados até a vida adulta.

Informa o médico oftalmologista Dr. José Ricardo Dias.

Recém-nascidos e o teste do olhinho

O teste do olhinho ou teste do reflexo vermelho é o primeiro exame de vista da criança. Ele é realizado, geralmente após o nascimento, antes da alta hospitalar. É um teste muito importante para a saúde ocular do bebê, que detecta alterações oculares e permite seu tratamento precoce, possibilitando um desenvolvimento normal da visão. 

SAIBA MAIS sobre o teste do olhinho em nossa matéria, Meu bebê precisa fazer o teste do olhinho?, onde a Dra. Patrícia Lopes esclarece as principais dúvidas sobre o exame.

Durante os primeiros messes de vida, também é importante que os pais fiquem atentos a sinais como manchas brancas ou vermelhas na parte preta dos olhos (pupila) e, alterações no alinhamento dos olhos. Um médico oftalmologista deve ser procurado à qualquer suspeita de anormalidade com os olhos do bebê.

Primeiros anos de vida e a primeira consulta oftalmológica

É muito comum as crianças apresentarem em seu primeiro ano de vida alguns problemas oculares que podem se manifestar através de sintomas como: olhos vermelhos, excesso de lacrimejamento e excesso de secreções. Se o bebê apresentar algum desses sintomas os pais devem procurar imediatamente um médico oftalmologista para avaliar e tratar os olhos da criança.

Caso a criança não apresente nenhum problema com os olhos, é recomendado que a primeira consulta seja realizada em torno de um ano de idade. Os pais devem procurar um médico oftalmologista, que atenda crianças, ou um oftalmopediatra.

É importante lembrar que bebes pré-maturos necessitam de atenção especial. Eles devem começar o acompanhamento com um médico oftalmologista entre a quarta e sexta semana de vida.

Alerta o oftalmologista Dr. José Ricardo Dias.

Na primeira consulta oftalmológica uma avaliação geral da visão da criança e de sua saúde ocular é realizada.

O início da fase escolar e os óculos

A fase escolar é o período que mais se exige da visão da criança. Geralmente, é nesta fase que problemas refrativos, conhecidos como problemas de visão são diagnosticados.

É importante que os pais levem seus filhos ao médico oftalmologista antes do início da fase escolar e fiquem atentos ao comportamento da criança pois, dificuldades para enxergar podem prejudicar o desenvolvimento escolar. É muito comum, quando as crianças não enxergam direito, elas não se interessarem pelas aulas e atividades escolares, serem mais agitadas e até ser consideradas “hiperativas” pelos professores.

VEJA quais são os 8 sinais que seu filho precisa usar óculos.

Não existe idade mínima para usar óculos. Apenas o médico oftalmologista pode determinar a necessidade do uso de óculos para a criança.  

Lembre-se!

O cuidado com a saúde dos olhos deve ser algo diário, fique atento a qualquer mudança na sua visão e não deixe de visitar seu médico oftalmologista ao menos uma vez por ano.

José Ricardo Dias

Consulta e Exames Oftalmológicos. Tratamentos e Cirurgias Para Doenças Oculares. Oftalmologista São Caetano do Sul. Oftalmologia Geral.

Recomendado para você